08 março, 2012

ENTRE FONES, BATONS E CASES


Não é de hoje que vemos, cada vez mais, saltos, batons e muito charme desfilando atrás das cdj’s das principais baladas do país. E não pense que são convidadas Vips, modelos ou mulheres dos DJs, mas sim AS DJs.

Pois é macharada, mais um espaço que estamos conquistando no mundo da e-music, e nem precisamos queimar sutiãs ou vinis, RS. Foi-se o tempo em que as belas ficavam só por trás de seus amados ou na pista curtindo. Hoje, elas assumem as pick-ups profissionalmente e algumas já se arriscam produzindo por aí a fora. Quem nunca ouviu falar em RosaVentura, a lady do psytrance? E este é apenas um nome entre tantos outros que surgem a cada dia...

  A primeira DJ a entrar neste mundo foi a Sonia Maria Saraiva Santos Abreu, aka SoniÁbrêu.
Ela começou tocando em 1977, na famosa discoteca “Papagaio Disco Club”, do empresário Ricardo Amaral. Foi produtora musical da rádio EXCELSIOR/GLOBO de São Paulo, entre 1968 e 1978 e recebeu Disco de Ouro pela canção“Automatic Lover” de D.D.Jackson.

Foi criadora da rádio móvel ONDAS TROPICAIS, que consistia em uma Kombi com um sofisticado sistema de som levando música a todos os lugares. O primeiro point foi o Coreto da R. Augusta, depois a Praça Por-do-Sol, o parque do Ibirapuera, o bosque do Morumbi, até chegar ao mar, aonde foi realizado em um barco de 60 pés, ancorado nas mais agitadas praias do litoral de São Paulo e Rio de Janeiro em 1986.

No comecinho dos anos 90 fundou a Banda do Quarto Mundo, com 22 integrantes dos mais variados estilos musicais, do house á música africana.

Ultimamente, Sonia toca nas festas e eventos mais descolados da cidade, tais como a Festa de casamento de Henri Phillipe Reichtull, uma festa na casa de Pedro Vilares, o Happy Hour de Fábio Souza Queiróz Ferraz, entre outros.
 Existe uma agência voltada só para talentos femininos, a Shjejay, de Londres, onde entre as tops mundiais estão as brasileiras: Candy Cox, Angel, Bruna Moura, Andrea Gram, Dj Ingrid, Eli Iwasa, entre outras.
Na Shejay, também temos a DJ Aninha que ocupa a décima primeira posição no Top 50 Brasil 2011 na revista House Mag
Também tivemos grandes nomes na premiação da DJSound no ano passado como: Tháscya (DJ Mulher), Mary Olivetti (DJ House & Electro House - Mulher), Amannda (Artista Dance Nacional), Lorena Simpson (Show - Artista Dance Nacional) e Fermale Angels (Live House & Electro-House Mulher). 

Há um projeto voltado só para meninas e mulheres da cena idealizado pela DJ Black Josie
O Coletivo Djéias de Belo Horizonte, foi criado em 2009 e une "Djéias" em edições que apresentam set's inéditos baseados em pesquisas, experimentos e inovações de vários gêneros musicais.
A dinâmica está baseada na apresentação das djéias (duas residentes, com mais uma ou duas convidadas) tocando e fazendo performances juntas, como se fosse um duelo de dj's, porém, mais ousado. Não é necessário ser profissional para integrar ao projeto, apenas ser amante de música
Resumidamente são estas feras que estão dominando o mundo da e-music.
A Concept Live Show deseja a todas as meninas e mulheres da cena um ótimo Dia internacional da Mulher!


Obrigado por deixar nossas festas mais encantadas!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E aí, curtiu? Então deixe seu comentário ou sugestão aqui pra gente!